×

IPAM AmazôniaUtilizando um instrumento de mercado para prevenir o desmatamento legal em Mato Grosso - IPAM Amazônia

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas
IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Utilizando um instrumento de mercado para prevenir o desmatamento legal em Mato Grosso

22.08.2017

O Código Florestal Brasileiro de 2012 (CF) exige a manutenção de 80% da reserva legal (RL) de áreas florestais em todas as
propriedades privadas do bioma Amazônia. Os proprietários que desmataram mais do que o legalmente permitido antes de 2008
têm a opção de comprar créditos de proprietários que tenham vegetação nativa excedente no mesmo bioma para satisfazer seu
déficit de RL. O uso das cotas de reserva ambiental (CRA) poderia, potencialmente, reduzir o desmatamento legal em propriedades
com excedentes florestais. O objetivo deste estudo foi modelar a oferta e a demanda das CRA, respondendo por áreas prioritárias definidas em termos de risco de desmatamento, estoque de carbono e importância da biodiversidade no bioma Amazônia no estado do Mato Grosso.

[:pt]Download do Documento[:en]Download here