×

IPAM Amazônia | Rio Branco recebe alimentos frescos com recursos da #SomosTodosAmazônia

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas
IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Rio Branco recebe alimentos frescos com recursos da #SomosTodosAmazônia

22.10.2020Notícias
daisy photographed from below

Quase 2,5 toneladas de alimentos foram distribuídas em Rio Branco, capital do Acre, na última segunda-feira (19/10), em uma ação promovida com recursos da campanha #SomosTodosAmazônia, lançada em maio pelo IPAM (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia). As doações beneficiaram cinco entidades socioassistenciais, que atendem, ao todo, 923 moradores acrianos.

O repasse dos mantimentos aconteceu em parceria com a prefeitura de Rio Branco, por meio do Banco de Alimentos, um equipamento público que faz parte da Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. O banco é administrado pela SASDH (Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos), órgão responsável pela distribuição de gêneros alimentícios para as entidades socioassistenciais do município.

“A iniciativa de receber doações através da campanha foi pensada para minimizar os impactos da pandemia e auxiliar, ao mesmo tempo, dois grupos distintos: produtores rurais e famílias de baixa renda das cidades. Nosso objetivo também era reforçar a mensagem de valorização do consumo de uma alimentação mais saudável vinda da agricultura familiar”, destaca a coordenadora regional do IPAM no Acre, Jarlene Gomes.

Uma equipe técnica com nutricionistas e assistentes sociais ajudaram na seleção e no armazenamento das doações. A maior parte dos alimentos recebidos pelo banco é proveniente do Programa de Aquisição do Alimento/PAA, modalidade Doação Simultânea. Por meio dele, o governo federal adquire a produção de agricultores familiares e a repassa para instituições socioassistenciais.

As demais doações partem do comércio local — redes de supermercados, distribuidoras e mercearias —, e de produtores rurais e urbanos. Para receber os mantimentos, representantes de organizações beneficiadas buscam as contribuições na sede do Banco de Alimentos, no CEASA Rio Branco vinculada a Secretaria Municipal de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Econômico/SAFRA).

Na segunda-feira, foram beneficiados a Associação de Moradores do Ramal do Joca, o Hospital de Urgência e Emergência do Acre (HUERB), a Associação Mãos Dadas, a ONG Viverio Vivo Moriá Resgatando Vidas e Almir Ferreira Rezender.

Da varanda de casa, onde organizou a distribuição das doações, a presidente da Associação Mãos Dadas, Maria de Paula, contou que, em cerca de meia hora, reuniu um grupo grande de pessoas para a partilha. “Eu só quero mesmo agradecer cada um de vocês que colaboraram para que a gente possa levar o alimento até a mesa das pessoas necessitadas”, disse ela, em vídeo gravado por um colaborador.

 

A campanha

Em comemoração aos seus 25 anos e seguindo uma de suas diretrizes de propor soluções para os desafios socioambientais, o IPAM criou a campanha #SomosTodosAmazônia com o objetivo de auxiliar pequenos agricultores e famílias carentes em cidades da Amazônia a enfrentar as consequências que a pandemia pela covid-19 continua a causar.

No Estado do Pará, as cidades beneficiadas pela iniciativa são Altamira, Anapu, Itaituba, Pacajá e Santarém. No Acre, a campanha chega até o município de Rio Branco. Você ainda pode fazer sua doação por meio do site da campanha, clicando aqui. Os recursos arrecadados serão convertidos em compras de produtos frescos do campo, fornecidos diretamente por quem produz. Dessa forma, é possível gerar renda em comunidades da área rural e alimentar quem mais precisa nas zonas urbanas.

*Fotos: Cazuza Borges – SAFRA