×

IPAM Amazônia | Observatório dedicado ao comércio internacional e ao meio ambiente é inaugurado

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas
IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Observatório dedicado ao comércio internacional e ao meio ambiente é inaugurado

08.12.2020Notícias
daisy photographed from below
Plataforma reúne informações qualificadas sobre comércio internacional e meio ambiente. Foto: Divulgação/OCAA

O OCAA (Observatório de Comércio e Ambiente na Amazônia) abre suas portas, na quinta-feira (10), a todos que buscam informações qualificadas sobre comércio internacional e meio ambiente na Amazônia. O observatório é um espaço virtual dedicado ao diálogo embasado na ciência e ao engajamento de diversos atores da sociedade. A inauguração será transmitida ao vivo pelo canal do IPAM no YouTube, a partir das 17h (horário de Brasília), em português.

Essa iniciativa é uma realização do IPAM (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia) e de outras três organizações da sociedade civil: o Cindes (Centro de Estudos de Integração e Desenvolvimento), o iCS (Instituto Clima e Sociedade) e o Imazon (Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia).

O webinar que marca o lançamento será moderado pela diretora executiva do iCS, Ana Toni, e terá a presença do ex-embaixador e presidente do Irice (Instituto de Relações Internacionais e Comércio Exterior), Rubens Barbosa; da professora titular do NAEA/UFPA (Núcleo de Altos Estudos Amazônicos da Universidade Federal do Pará), Claudia Azevedo-Ramos; e do presidente do conselho da Abag (Associação Brasileira do Agronegócio), Marcello Brito.

Além de apresentarem a plataforma OCAA, os convidados debaterão sobre os desafios, riscos e oportunidades que envolvem o comércio internacional e o desenvolvimento sustentável da Amazônia brasileira. Confira abaixo a programação.

Por que criar o OCAA?

A Amazônia, maior reservatório mundial de carbono biológico, encontra-se no centro das atenções quando se discute comércio global e acordos comerciais envolvendo o Brasil. A preocupação com o meio ambiente e sua preservação tem ganhado cada vez mais peso nessas discussões, especialmente, mas não apenas, nos países desenvolvidos. Isso se deve, em parte, à percepção mundial de que a destruição da maior floresta tropical do planeta traria implicações graves, não só para o Brasil, mas para o equilíbrio climático global.

Nesse contexto, manifestações de investidores e compradores estrangeiros, preocupados com o avanço do desmatamento da Amazônia, sugerem que essa tendência pode não só prejudicar o comércio e os acordos comerciais em que o Brasil esteja envolvido, como também resultar em evasão de investimentos.

A desconfiança e a pressão sobre o país devem permanecer, caso o cenário de degradação socioambiental siga o ritmo atual. Em situações como essa, acordos comerciais preferenciais e barreiras às exportações brasileiras são alguns dos instrumentos de constrição que a comunidade internacional é capaz de impor.

Entender melhor esse processo e contribuir para o desenvolvimento de um comércio internacional que leve em conta um mundo em transformação climática e sanitária é crucial para promover relações justas entre Brasil e seus parceiros comerciais. Acordos que considerem proteção ambiental na Amazônia, prosperidade econômica regional e justiça social para seus habitantes. E é para alcançar esse objetivo que o OCAA abre as suas portas a todos que buscam informações qualificadas e um diálogo embasado na ciência.

Programação

Programação do evento de lançamento da plataforma OCAA. Foto: Divulgação/OCAA

Programação do evento de lançamento da plataforma OCAA. Foto: Divulgação/OCAA


Este projeto está alinhado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Saiba mais em https://brasil.un.org/pt-br/sdgs.