×

IPAM Amazônia | Lideranças comunitárias recebem capacitação sobre cooperativismo

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas
IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Lideranças comunitárias recebem capacitação sobre cooperativismo

15.09.2021Notícias
daisy photographed from below

Entre 11 e 28 de agosto, 151 lideranças de 36 organizações sociais da Floresta Nacional Tapajós e entorno das Florestas Nacionais Trairão e Itaituba I, participaram de oficinas sobre cooperativismo e associativismo. A iniciativa realizada pela Conservação Internacional (CI-Brasil), com recursos do Fundo Amazônia (BNDES) e parceria do Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM), integra as ações de Fortalecimento Organizacional do Projeto Tapajós Sustentável e Resiliente. Todas as medidas de segurança contra o contágio pela Covid-19 foram adotadas.

As capacitações tiveram como objetivo contribuir com o fortalecimento das organizações comunitárias ampliando a eficiência das gestões e de engajamento dos membros. Para tanto, foram abordadas temáticas sobre práticas de planejamento, gestão e execução de ações gerenciais, produtivas e de governança.

Entre os beneficiários das oficinas está Ana Antunes, tesoureira da Associação da Feira Livre da Agricultura Familiar do município de Trairão. “Eu participei da oficina de práticas organizacionais e de elaboração de planos de desenvolvimento. Só tenho a agradecer por essa oportunidade. Foi uma capacitação cheia de conhecimento e os palestrantes tiraram nossas dúvidas. A oficina é bem-vinda para nossa região”.

Desenvolvimento local

Mais do que treinar lideranças, as oficinas também ajudam a fomentar o empreendedorismo local em cadeias produtivas e negócios sustentáveis. Em setembro, novas lideranças de organizações comunitárias, grupos de mulheres e indígenas participarão do próximo módulo de capacitação, como explica a Pesquisadora e Coordenadora Regional do IPAM, Alcilene Cardoso “A capacitação de lideranças é sempre um elemento de transformação principalmente no fortalecimento organizacional. Essa capacitação além de trazer o empoderamento dos participantes em defesa do território, também abre um grande espaço para a emancipação produtiva dessas comunidades, garantindo uma rede de formadores que vão formar outras lideranças. Tivemos muitos jovens e mulheres nas capacitações e isso é um marco para o trabalho de protagonismo nessas regiões”.

A diretora de Paisagens Sustentáveis da CI, Lilian Vendrameto, destaca que essas oficinas são o início de uma série de atividades no âmbito do Projeto Tapajós Sustentável e Resiliente que visam empoderar e fortalecer as organizações locais e, consequentemente, seus negócios florestais sustentáveis, contribuindo para a inclusão, geração de renda e manutenção da floresta em pé.

O Projeto Tapajós Sustentável e Resiliente recebe apoio do Fundo Amazônia/ BNDES e tem como objetivo contribuir com o fortalecimento da produção sustentável florestal de base comunitária nas Florestas Nacionais do Tapajós, Trairão e Itaituba I.

Sobre a Conservação Internacional (CI-Brasil)

A Conservação Internacional usa ciência, política e parcerias para proteger a natureza da qual as pessoas dependem para obter alimentos, água doce e meios de subsistência. Fundada em 1990 no Brasil, a Conservação Internacional trabalha em mais de 30 países em seis continentes para garantir um planeta saudável e próspero, que sustenta a todos. Mais informações: www.conservacao.org.br