×

IPAM Amazônia | IPAM dá as boas-vindas aos indígenas do 18º Acampamento Terra Livre

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas
IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

IPAM dá as boas-vindas aos indígenas do 18º Acampamento Terra Livre

06.04.2022Opinião
daisy photographed from below
Imagem da mesa “Nossa Luta pela Vida: Impactos no Executivo, demarcação e políticas públicas”, com Dr. Eloy Terena explicando sobre direitos identitários, realizada nesta terça-feira, 5, em Brasília. Foto: Ray Pinheiro Alves/IPAM

É com esperança que o IPAM (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia) dá as boas-vindas aos grupos indígenas de diversas regiões do país que chegaram à Brasília nesta semana para participar do 18º Acampamento Terra Livre (ATL), instalado no complexo da Funarte (Fundação Nacional de Artes) até o dia 14 de abril.

Com o tema “Retomando o Brasil: Demarcar Territórios e Aldear a Política”, os grupos se reúnem no mesmo período em que o Congresso Nacional e o governo federal pautam a votação de projetos que violam os direitos dos povos originários, como o Projeto de Lei 191/2020, que abre as terras indígenas para a mineração.

O IPAM demonstra todo o seu apoio a este que é considerado o maior encontro de etnias do Brasil, e reconhece como primordiais, ao país e ao mundo, as pautas trazidas neste ano pelos povos indígenas.

“Um mundo habitável e um futuro próspero só serão possíveis com a contribuição dessas populações tradicionais, que carregam anos de conhecimento sobre como lidar com a floresta e como viver em comunidade. Para isso, é fundamental que seus direitos sejam reconhecidos, que suas vidas e tradições sejam respeitadas e que a urgência em suas vozes seja ouvida com a devida importância”, afirma o pesquisador sênior no IPAM, Paulo Moutinho.