×

IPAM Amazônia | Em São Paulo, IPAM promove campanha sobre a preservação das florestas

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas
IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Em São Paulo, IPAM promove campanha sobre a preservação das florestas

18.07.2022Notícias
daisy photographed from below
Iniciativa é realizada em parceria com o Grupo CCR nas estações de metrô e trem metropolitano da capital paulista. Foto: Olivia Zerbini/ IPAM

Por Ana Carolina Moraes*

Para marcar o Dia Nacional de Proteção às Florestas, comemorado em 17 de julho, o IPAM (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia) realiza nesta semana a campanha presencial “Floresta Preservada” em estações de metrô e trem da cidade de São Paulo. A iniciativa é realizada em parceria com a ViaQuatro e ViaMobilidade, concessionárias responsáveis pela operação e manutenção das linhas 4-Amarela e 5-Lilás de metrô e 8 e 9 de trens metropolitanos da capital paulista.

De 18 a 22 de julho, o IPAM estará com uma árvore real (Camélia) nas estações, com metade florida e saudável – em referência à preservação dos ecossistemas naturais – e com outra metade podada e com aspecto seco – uma alusão à destruição das florestas. “Nossa intenção é mostrar, de forma prática e visual, que a floresta preservada é essencial para nossa qualidade de vida, para atrair investimentos para o Brasil e garantir um futuro sustentável”, explicou o diretor executivo do IPAM, André Guimarães.

Ana Carolina Morais no primeiro dia da iniciativa do IPAM na estação de metrô do Capão Redondo. Foto: Olivia Zerbini/IPAM

O objetivo é chamar a atenção do público para a importância da preservação dos biomas brasileiros, apresentando as consequências práticas do desmatamento para o meio ambiente, a sociedade e a economia, além de indicar soluções possíveis para manter a floresta preservada. Por isso, a árvore também estará decorada com cartões pendurados nos galhos que trazem mensagens sobre as ações que podem contribuir para a preservação e sobre os riscos da degradação ambiental.

Junto com a instalação da árvore, nossa equipe estará presente nas estações de metrô e trem para conversar com o público sobre o trabalho do IPAM e o futuro das florestas brasileiras. A campanha conta ainda com a distribuição de adesivos informativos, com mensagens curtas sobre a importância de preservar as florestas, proteger os povos originários, a fauna e a flora, combater o desmatamento e incentivar o desenvolvimento sustentável.

Conversa com os passageiros sobre a Campanha Floresta Preservada. Foto: Olivia Zerbini/IPAM

 Confira o cronograma da campanha:

– Segunda-feira, 18 de julho
Estação Capão Redondo (Linha 5-Lilás), das 10h às 16h

– Terça-feira, 19 de julho
Estação Capão Redondo (Linha 5-Lilás), das 10h às 16h

– Quarta-feira, 20 de julho
Estação Lapa (Linha 8-Diamante), das 10h às 14h

– Quinta-feira, 21 de julho
Estação Vila Sônia (Linha 4-Amarela), das 10h às 16h

– Sexta-feira, 22 de julho
Estação Vila Sônia (Linha 4-Amarela), das 10h às 16h

Florestas Preservadas

Celebrada em 17 de julho, a data tem como objetivo destacar a importância da preservação das florestas para a qualidade de vida da humanidade.

Responsável por serviços ambientais e ecológicos, as florestas em pé garantem a qualidade do solo, o abastecimento de água e a manutenção do equilíbrio climático. Desta forma, elas são fundamentais para o bem-estar humano e também contribuem com a segurança alimentar e energética.

Árvore metade florida – em referência à proteção dos biomas brasileiros, e com a outra metade podada – uma alusão à destruição das florestas. Foto: Olivia Zerbini/IPAM

No Brasil, a floresta amazônica (Amazônia Legal) corresponde a 58,9% do território do país e está presente em nove Estados. Mas, desde o começo do ano, a Amazônia tem registrado recordes consecutivos de desmatamento: nos seis primeiros meses de 2022, 3.988 km foram derrubados no bioma – a maior área de desde 2016, segundo os dados do sistema Deter (Detecção de Desmatamento em Tempo Real), do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), divulgados no começo de julho. A análise de pesquisadoras do IPAM revela que a média de área desmatada em 2022 é 80% maior do que o índice registrado em 2018.

O desmatamento da Amazônia gera impactos socioambientais, climáticos e econômicos em âmbitos nacional e global, como a perda da biodiversidade e a liberação de grandes quantidades de carbono, que agrava a crise climática.

Serviço:

Campanha Floresta Preservada
De 18 a 22 de julho, a partir das 10h, nas Estações de Metrô Capão Redondo (Linha 5-Lilás) e Vila Sônia (Linha 4-Amarela) e na Estação Lapa (Linha 8-Diamante da CPTM).

*Jornalista e especialista em mídias sociais no IPAM. 


Este projeto está alinhado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Saiba mais em https://brasil.un.org/pt-br/sdgs.