×

IPAM Amazônia | CONSERV fecha primeiro contrato por conservação no bioma amazônico

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas
IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

CONSERV fecha primeiro contrato por conservação no bioma amazônico

20.04.2022Notícias
daisy photographed from below
Áreas contratadas pelo CONSERV protegem 9.768 hectares. Na foto, imagem aérea de propriedade em Sapezal. Foto: IPAM/Pantanal Filmes

Por Sara R. Leal¹

O IPAM (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia) e a SLC Agrícola assinam, no dia 25 de abril, o contrato de compensação financeira pela manutenção de uma área de 1.358 hectares de vegetação nativa dentro da Fazenda Perdizes, em Mato Grosso, no âmbito do Projeto CONSERV. Essa é a maior área individual a aderir ao mecanismo e a primeira localizada no bioma amazônico.

Somado à nova adesão, o CONSERV incentiva atualmente a conservação de 9.768 hectares em dez propriedades rurais mato-grossenses. Segundo a SLC Agrícola, o acordo corrobora o compromisso da empresa com a conservação da mata nativa e com a Política de Desmatamento Zero. A área compreendida no contrato com o IPAM não faz parte das Reservas Legais ou das Áreas de Preservação Permanente (APP) da fazenda.

Privado e de adesão voluntária, o CONSERV reconhece o papel do produtor rural na manutenção de mata nativa e propõe um novo modelo no qual a conservação é aliada ao desenvolvimento. Lançado em 2020 e desenvolvido pelo IPAM – em parceria com o EDF (Environmental Defense Fund) e com o Woodwell Climate Research Center -, nesta etapa, o CONSERV opera em municípios de Mato Grosso, nos biomas Amazônia e Cerrado.

 

¹Jornalista e analista de Comunicação no IPAM, sara.pereira@ipam.org.br


Este projeto está alinhado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Saiba mais em https://brasil.un.org/pt-br/sdgs.