Redução de emissões de carbono associadas ao desmatamento no Brasil: o papel do Programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA).

10 de maio de 2009

maio 10, 2009

Britaldo Silveira Soares Filho, Laura Dietzsch, Paulo Moutinho, Alerson Falieri, Hermann Rodrigues, Erika Pinto, Cláudio C. Maretti, Karen Suassuna, Carlos Alberto de Mattos Scaramuzza, Fernando Vasconcelos de Araújo

A avaliação da contribuição do Programa ARPA na redução das emissões de gases do efeito estufa que se constitui o principal objetivo deste estudo. Utilizando-se de análises das taxas históricas de desmatamento, entre 1997 e 2007, e de estimativas das taxas futuras, obtidas a partir da modelagem de cenários de desmatamento para o ano de 2050, foi possível demonstrar que, de maneira geral, as áreas protegidas na Amazônia não só atuam como grandes obstáculos ao avanço do desmatamento, como possuem efeito inibidor regional, conseqüentemente, contribuindo significativamente para reduções das emissões associadas de gases de efeito estufa.

Baixar (sujeito à disponibilidade)

Download (subject to availability)

Veja também

See also

Indigenous Peoples and the Reducing Emissions from Deforestation and Forest Degradation (REDD+) mechanism in the Brazilian Amazon – Subsidies to the Discussion of Benefits Sharing

Indigenous Peoples and the Reducing Emissions from Deforestation and Forest Degradation (REDD+) mechanism in the Brazilian Amazon – Subsidies to the Discussion of Benefits Sharing

The purpose of this publication is to provide a better understanding on the contribution of indigenous perspectives to the discussion of REDD+ benefit sharing, based on some indig- enous’ points of view and experiences of the Amazon indigenous peoples in Brazil. More specifically, the aim from a participatory and consultative process is to provide support for the construction benefit sharing models for REDD+ programs, which actually promotes inclu- sion of these people, focusing on the Brazilian context.