Oportunidades da intensificação da bovinocultura de corte em Mato Grosso

21 de julho de 2016

jul 21, 2016

Marcelo C. C. Stabile, Cecília G., Simões Andrea Azevedo, Ricardo Woldmar

Bovinocultura de corte no Mato Grosso faz com que o lucro anual por hectare aumente de R$ 170 para R$ 319, com um investimento em torno de R$ 560/ha. A intensificação do nível 1, a menos intensiva, para o nível 2 se paga em 5 a 6 anos, sendo assim um investimento possível de financiar usando linhas de crédito já existentes. Além disso, no nível 1 são necessários 1.000 hectares de pasto para manter um rebanho de 1.000 unidades animais (UA), enquanto no nível 2 são necessários somente 500 ha de pasto. Esse excedente de área pode ser usado para implementação de outras atividades produtivas, resolução de passivos ambientais ou mesmo expansão da bovinocultura em um modelo mais produtivo e lucrativo. Os resultados apresentados são derivados da análise da caracterização tecnológica de cada um dos sistemas produtivos – cria, recria/engorda e ciclo completo – no Estado. Para cada um dos níveis, fatores e custos de produção foram analisados, assim como os investimentos necessários. A intensificação moderada do sistema de ciclo completo da bovinocultura de corte no Mato Grosso faz com que o lucro anual por hectare aumente de R$ 170 para R$ 319, com um investimento em torno de R$ 560/ha. A intensificação do nível 1, a menos intensiva, para o nível 2 se paga em 5 a 6 anos, sendo assim um investimento possível de financiar usando linhas de crédito já existentes. Além disso, no nível 1 são necessários 1.000 hectares de pasto para manter um rebanho de 1.000 unidades animais (UA), enquanto no nível 2 são necessários somente 500 ha de pasto. Esse excedente de área pode ser usado para implementação de outras atividades produtivas, resolução de passivos ambientais ou mesmo expansão da bovinocultura em um modelo mais produtivo e lucrativo. Os resultados apresentados são derivados da análise da caracterização tecnológica de cada um dos sistemas produtivos – cria, recria/engorda e ciclo completo – no Estado. Para cada um dos níveis, fatores e custos de produção foram analisados, assim como os investimentos necessários.

Baixar (sujeito à disponibilidade)

Download (subject to availability)



Este projeto está alinhado aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Saiba mais em brasil.un.org/pt-br/sdgs.

Veja também

See also

Análise Multitemporal do Uso do Solo e Mudança da Cobertura Vegetal em Antiga Área Agrícola da Amazônia Oriental

Análise Multitemporal do Uso do Solo e Mudança da Cobertura Vegetal em Antiga Área Agrícola da Amazônia Oriental

Landsat TM images from 1994 and 1991 were analyzed for Bragantina Region, the oldest post-Columbian agricultural landscape in eastern Amazônia. The objective of this work was the change detection of land use and vegetation cover in three counties of this region....