×

IPAM Amazônia | Consultoria: desenvolvimento da plataforma Proteja.org 2.0

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas
IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Consultoria: desenvolvimento da plataforma Proteja.org 2.0

14.10.2020

TERMO DE REFERÊNCIA – 116.2020.80852

 

OBJETO: Contratação de consultoria Pessoa Jurídica para desenvolver a versão 2.0 da plataforma Proteja.org de acervo, busca e gestão de conteúdos diversos sobre áreas protegidas no Brasil, de acordo com o layout proposto pelo IPAM.

Introdução

O Portal Proteja foi concebido em 2016 pelo IPAM, IMAZON, ISA e WHRC para criar uma ferramenta digital inédita para reunir conteúdo sobre áreas protegidas no Brasil, começando pela Amazônia, em uma biblioteca digital indexada por temas e tipos de conteúdo e aberta ao público. Ele também é projetado para permitir a criação e o compartilhamento de novos conteúdos e para promover o trabalho em rede e a mobilização entre organizações e indivíduos. A ideia é criar uma ferramenta de busca e compartilhamento de conteúdo, incentivo à criação de novos conteúdos e mobilização focada nas áreas protegidas do país. Em última instância, o Proteja.org visa constituir-se como plataforma diversificada e envolvente de comunicação com a sociedade especializada em temas socioambientais relacionados a áreas protegidas.

A versão 1.0 da plataforma foi desenvolvida entre 2017 e 2019, incluindo funcionalidades de acervo, criação de séries, elaboração de mapas e elaboração de histórias. No entanto, o desenvolvimento não foi terminado conforme planejado, apresentando lentidão e dificuldades de navegação e uso das funcionalidades. Uma avaliação do código e operação das funcionalidades da plataforma levaram à decisão estratégia de reconceber a plataforma em fases progressivas, a começar pelo desenvolvimento da funcionalidade de acervo (biblioteca) referencial de conteúdos de diversos tipos sobre áreas protegidas no Brasil (principalmente Terras Indígenas e Unidades de Conservação).

Este termo de referência busca contratar Pessoa Jurídica para desenvolver a versão 2.0 do Proteja.org com foco na construção, acesso, gestão e ampliação de seu acervo, utilizando tecnologias e funcionalidades que permitam a implementação de fases seguintes de diversificação de funcionalidades (geoprocessamento, criação de histórias utilizando conteúdos e dados do acervo, etc.) e ganho de escala em termos de volume de conteúdo e número de usuários.

Objetivo

Este Termo de Referência visa contratar consultoria Pessoa Jurídica para realizar trabalhos de evolução da plataforma Proteja.org para versão 2.0, visando colocar em ambiente de produção e com desempenho satisfatório as funcionalidades relativas ao acervo de conteúdos, entre elas a submissão, direcionamento e aprovação da inclusão de novos conteúdos, criação e edição de séries, sistema de gestão de logins, entre outras, garantindo segurança da informação, estabilidade da plataforma e qualidade da experiência do usuário.

Tecnologias e outras condições

A nova versão da plataforma deverá ser desenvolvida utilizando, entre outras, as seguintes tecnologias:

  • Para o frontend: React e Redux;
  • Para o backend: NodeJs e Express;
  • Para o banco de dados: Postgresql/Postgis com Sequelize.

As seguintes condições deverão ser atendidas:

  1. A nova versão da plataforma deverá implementar o layout desenvolvido pelo IPAM.
  2. O trabalho deverá basear-se na plataforma atualmente em ambiente de produção, sendo que o banco de dados de conteúdos e usuários deverá ser migrado para a nova plataforma.
  3. A empresa contratada deverá integrar à sua equipe de desenvolvimento do projeto o acompanhamento de um desenvolvedor do IPAM, com o objetivo de possibilitar a transição eficiente da plataforma para a gestão do IPAM.

Boas práticas

Ao longo da execução dos trabalhos, as seguintes boas práticas de desenvolvimento e gestão deverão ser observadas:

  • Todo código deverá ser comentado. Classes devem ter um comentário de descrição do seu papel, objetivo ou função. Métodos complexos devem ser comentados.
  • Cobertura de testes de todo o código de pelo menos 95%.
  • A plataforma deverá operar em ambiente seguro: instalar certificado SSL gratuito e forçar acesso seguro HTTPS.
  • A implementação do ambiente de homologação (staging) deverá ser feita durante a primeira sprint; o ambiente de homologação deverá ser usado desde o início dos trabalhos.
  • Os Produtos deverão ser escritos na forma de histórias e agrupados em épicos.
  • Deverá ser utilizado board (por exemplo, Trello ou Notion) para acompanhamento do andamento das tarefas; cada card deverá equivaler a uma única tarefa ou história.
  • Deverão ser realizadas reuniões semanais entre Contratado e equipe técnica do IPAM para acompanhamento, incluindo planejamento e revisão de sprints; o IPAM poderá convidar representantes dos parceiros institucionais da plataforma para participar das reuniões semanais.
  • Com base no planejamento de sprints, deverá ser mantido um painel de monitoramento do trabalho, indicando semanalmente a porcentagem de cada elemento que já foi desenvolvida, o que já foi colocado em ambiente de homologação, o que já foi corrigido, e o que está pronto para entrar em ambiente de produção.
  • Deverão ser realizadas reuniões breves da equipe de desenvolvimento, incluindo o técnico desenvolvedor do IPAM, para o acompanhamento do desenvolvimento do código no mínimo duas vezes por semana (método de SCRUM).
  • Adições e modificações de layout deverão ser discutidas e aprovadas conjuntamente com o IPAM, sempre que possível com uso de desenhos representativos ou mockups.

Funcionalidades

Deverão ser desenvolvidas todas as funcionalidades indicadas ou sugeridas pelo novo layout proposto pelo IPAM, sendo de responsabilidade da Contratada estudar cuidadosamente a documentação para identificar funcionalidades (i) associadas à função principal almejada pela plataforma de criação, ampliação, gestão e consulta acessível de um acervo de conteúdos; (ii) implícitas no layout; (iii) implícitas na plataforma atualmente em produção; (iv) desejáveis para otimizar a usabilidade e experiência do usuário.

Esta avaliação, a ser feita juntamente com as equipes técnica e de desenvolvimento do IPAM, deverá embasar a construção detalhada das sprints de desenvolvimento.

Qualquer elemento adicional de layout que seja necessário deverá ser solicitado ao IPAM assim que for aprovado por ambas as partes.

Os principais blocos de funcionalidades previstos no Proteja.org 2.0 são:

  1. Sistema de gestão de acesso por usuários, com painel de gestão específico para Administrador, Curador, Usuário registrado.
    1. O acesso à consulta e download do acervo é livre, sendo que deverá ser sugerido ao usuário o registro na plataforma sempre que ele desejar acessar conteúdo via link ou fazer download.
    2. A submissão de conteúdos para compor o acervo do Proteja só poderá ser feita por usuário registrado.
  2. Construção e gestão (área administrativa) de biblioteca ou acervo de conteúdos de diversos tipos, classificados por tema, tag/palavra-chave, autor, tipo de conteúdo, região, estado, município, unidade de conservação, terra indígena, língua.
    1. VER ABAIXO: detalhamento sobre fluxo para submissão e adição de conteúdos à plataforma.
  3. Disponibilizar operações em imagens: redimensionamento inicial e criação de versões redimensionadas (thumbnails) para inclusão de conteúdos e visualização em cards de forma a não sobrecarregar o servidor e reduzir ao máximo o tempo de carregamento.
  4. Construção e gestão (área administrativa) de Séries, dentro de conteúdos.
    1. VER ABAIXO: detalhamento sobre Séries.
  5. Visualização facilitada, atraente e intuitiva de conteúdos, permitindo interação do usuário – compartilhamento, classificação da qualidade do conteúdo por usuário (estrelas, favoritação), comentários, acesso via hiperlink e download direto do banco de dados do Proteja, acesso a conteúdos similares por meio de tags/palavras-chave, nome do autor, nome da organização;
    1. Caso o conteúdo faça parte de uma série, indicar no painel de visualização ampliada do conteúdo e permitir acesso fiva hiperlink.
  6. Criação de visualização dos mais acessados e preferidos pelos usuários.
  7. Recursos diversos e flexíveis de consulta ao acervo por meio de filtros simples (ícones), filtros avançados, e por barra de busca textual.
  8. Recursos de adição controlada por Curadoria de tags/palavras-chave, nomes de terras indígenas, nomes de unidades de conservação, entre outros elementos a serem utilizados na funcionalidade de filtro avançado.
  9. Submissão de conteúdos por usuários para apreciação e aprovação pela Curadoria, bem como edição e exclusão de conteúdos submetidos.
  10. Área de cadastramento, com aceite de termos de uso e processo automático de atualização do aceite sempre que houver nova versão dos termos de uso.
  11. Área de conta de usuário individual ou institucional, com possibilidade de interação com outros usuários, construção da própria biblioteca (p.e., favoritos e conteúdos submetidos), compartilhamento, etc. –
    1. Permitir a sugestão de conteúdos para um usuário com base nas preferências que forem indicadas no cadastro.
    2. Permitir que seja enviado email ao usuário cadastrado com informe sobre novo conteúdo nos temas indicados como preferenciais, desde que o usuário aceite receber esse tipo de email.
  12. Servidor de envio de emails associado aos diferentes perfis de acesso.
    1. Incluir avisos pop-up na tela para indicar ações concluídas com sucesso e não concluídas, sendo que erros devem ser descritos brevemente com orientação de como o usuário deve prosseguir para corrigir o erro.
  13. Design responsivo da plataforma para uso em tablets e celulares.
  14. Acesso offline para conteúdos baixados pelo usuário e uso de cache para acesso à plataforma e a conteúdos favoritados pelo usuário.
  15. Área de informações sobre a plataforma e parceiros, bem como estatísticas de acesso à plataforma.
  16. Área na landing page de disponibilização de infográficos atualizáveis pelo Administrador.
  17. Área de “Fale conosco” e gestão da mesma.
  18. Funcionalidade de monitoramento constante de acessos, permitindo analisar acessos de acordo com cada elemento do perfil de cadastrados e de acordo com temas e tipos de conteúdo.
    1. Os dados de monitoramento deverão ser integrados à área administrativa, com acesso ao administrador, que poderá compartilhar via link ou por email.
  19. Elaboração de tutoriais em breves vídeos, de como utilizar as funcionalidades listadas abaixo. Os vídeos deverão usar linguagem adequada a um usuário não especializado em desenvolvimento e deverão ser demonstrações na tela acompanhadas de narração:
    1. Apresentação das feições gerais da plataforma
    2. Como buscar um conteúdos
    3. Como visualizar conteúdos
    4. Como submeter conteúdos para inclusão no acervo do Proteja.org
    5. Como propor a criação de uma Série
    6. Como realizar cadastro de usuário

Detalhamento de funcionalidades específicas

A seguir acrescentamos especificações mais detalhadas para alguns aspectos e/ou funcionalidades da plataforma. O detalhamento serve de orientação complementar ao desenvolvimento de algumas funcionalidades, sendo que o detalhamento NÃO abrange todas as funcionalidades identificadas acima e NÃO é exaustiva mesmo para as funcionalidades que estão sendo detalhadas.

  1. Avaliação planejamento de sprints
    1. Estudar a plataforma em operação (código, banco de dados, etc.), o relatório de avaliação da plataforma e o novo layout desenvolvido para a versão 2.0, buscando solucionar dúvidas junto à equipe do IPAM;
    2. Elaborar proposta de sprints semanais para desenvolvimento da plataforma e sua colocação em ambiente de produção;
    3. Elaborar painel resumido de acompanhamento do estágio de desenvolvimento de cada funcionalidade por sprint, com porcentagens por estágio (desenvolvimento, homologação, pronto para ambiente de produção).
  2. Servidor, ambientes de homologação e produção
    1. Configurar o servidor, fazer a instalação dos pacotes necessários para o funcionamento do sistema, instalar o sistema e disponibilizar para acesso os ambientes de homologação e produção.
    2. Essas ações deverão ser feitas sempre com validação por parte do IPAM.
  3. Área administrativa de conteúdos sugeridos
    1. Criar área administrativa de conteúdos sugeridos.
    2. O conteúdo sugerido pode estar em apenas um dos estados a seguir: 1. Rascunho; 2. Conteúdo sugerido; 3. Aguardando avaliação da Curadoria; 4. Aprovado; 5. Rejeitado.
    3. Na área administrativa, o conteúdo sugerido poderá receber as seguintes ações: 1. Aprovar; 2. Solicitar correção/modificação de informações; 3. Rejeitar ou encaminhar para avaliação de terceiro.
    4. A ação de encaminhar o conteúdo sugerido para avaliação de terceiro: 1. Recebe o nome e email do terceiro em campos de texto; 2. Encaminha email para o terceiro com um link de acesso direto para a página de avaliação de conteúdo; 3. Grava o nome e email do terceiro (exibido na listagem da área administrativa).
    5. A página de avaliação de conteúdo exibe o conteúdo sugerido e disponibiliza as ações: 1. Aprovar; 2. Solicitar correção/modificação; 3. Rejeitar.
    6. A ação de solicitar modificações ao conteúdo sugerido: 1. Classifica o conteúdo como rascunho; 2. Solicita uma descrição das modificações solicitadas através de um campo de texto; 3. Envia um email para o postulante com a descrição das modificações solicitadas e um link para acesso à área logada de usuário. Na área logada o postulante poderá modificar o conteúdo sugerido e submetê-lo novamente para aprovação.
    7. A ação de aprovar conteúdo sugerido: 1. Torna o conteúdo sugerido visível publicamente na plataforma, 2. Envia um email para o postulante do conteúdo informando que seu conteúdo foi aprovado com o link público do mesmo.
    8. A ação de rejeitar conteúdo sugerido: 1. Classifica o conteúdo como rejeitado; 2. Solicita uma explicação para a rejeição através de um campo de texto; 3. Envia um email para o postulante com a explicação.
    9. As seguintes ações devem enviar um email de notificação ao administrador do site: 1. Usuário sugere conteúdo; 2. Terceiro aprova, reprova ou solicita modificações no conteúdo.
    10. Quando usuário submete conteúdo sugerido, a plataforma enviará um email com notificação para o usuário administrador. Este email deve conter o conteúdo formatado como ele seria apresentado, caso fosse aprovado, e também conter um link para a área administrativa.
  4. Processo de envio de conteúdo sugerido
    1. Salvar progresso após cada etapa do fluxo, de modo a evitar perdas por queda de conexão e afins.
    2. Permitir cortar, redimensionar e/ou rotacionar a imagem de capa enviada.
    3. Implementar otimização da imagem de capa enviada para posterior exibição na tela de apresentação.
    4. Criar recurso de rascunho de forma a permitir que o usuário postulante possa remover ou modificar o conteúdo sugerido antes de submetê-lo à aprovação.
    5. Comunicar ao usuário que o conteúdo sugerido passará por aprovação.
    6. Condicionar a aceitação da submissão à confirmação de que o usuário leu e aceita os termos de uso e submissão de conteúdos ao Proteja.org.
    7. Habilitar auto correção com base em pesquisa ao banco de dados para autor, tema, tipo de conteúdo, localização (região, bioma, estado, município, unidade de conservação, terra indígena), palavras-chave ou tags, pesquisando no banco de dados de autores.
  5. Criar área administrativa de séries, contemplando as seguintes características:
    1. As séries são uma forma de organização de conteúdos disponíveis no acervo geral do Proteja.
    2. Cada série requer a identificação de um curador, que terá permissão de edição, inclusão, exclusão, aprovação e rejeição de conteúdos da série, de forma permanente.
    3. O curador poderá ser pessoa física ou pessoa jurídica. Em caso de pessoa jurídica, permitir a associação de logo ao nome da instituição.
    4. Uma série deve conter ao menos dois conteúdos; não há limite máximo de conteúdos por série.
    5. Permitir que os conteúdos de uma série sejam adicionados ao acervo no momento de criação da série.
    6. Os conteúdos de uma série devem ser incluídos com o mesmo “formulário” de inserção de conteúdos isolados.
    7. Na apresentação ampliada de conteúdos do Proteja deve ser indicado por hiperlink se um conteúdo faz parte de uma série.
    8. Para incluir uma série, é necessário incluir texto com resumo descritivo da série e sua relevância.
    9. Qualquer tipo de conteúdo pode ser adicionado à série, que poderá conter todos os tipos de conteúdos.
    10. A URL de uma série deve conter o nome da série, ao invés de seu ID no banco de dados.
    11. Outras funcionalidades/características necessárias para permitir bom grau de usabilidade.

Produtos

O contrato terá a previsão de entrega em quatro produtos:

  1. Plano de trabalho com sprints e previsão de entrega. O plano deverá identificar os trabalhos que serão desenvolvidos, sempre que aplicável associando-os às funcionalidades demandadas (10% do valor do contrato)
  2. Grupo A de sprints (20% do valor do contrato).
  3. Grupo B de sprints (30% do valor do contrato).
  4. Grupo C de sprints, incluindo tutoriais e documentação (40% do valor do contrato).

Os produtos deverão ser desenvolvidos com o acompanhamento de um desenvolvedor do IPAM e deverão ser entregues em ambiente de homologação para testes pela equipe do IPAM e outros Parceiros Proteja. Correções identificadas deverão ser realizadas e submetidas novamente em ambiente de homologação para aprovação pelo IPAM. O produto será considerado entregue quando for colocado em ambiente de produção.

Garantia

A empresa contratada deverá oferecer garantia de três meses dos produtos aprovados pelo IPAM, sem ônus para o IPAM, a contar da disponibilização em ambiente de produção de todos os elementos contratados. A garantia será limitada à correção de bugs, sem o desenvolvimento adicional de funcionalidades.

Durante a garantia, todas as intervenções no código serão feitas pela empresa contratada. Qualquer alteração feita por pessoa que não esteja a serviço da empresa contratada implicará na perda da garantia restante no contrato.

Prazos

A plataforma Proteja.org deverá entrar integralmente em ambiente de produção até 31 de janeiro de 2021.

Condições e prazo de remuneração

A empresa contratada será remunerada após a aprovação em ambiente de homologação de cada Produto pela Supervisão Técnica. Após a aprovação, a Contratada deverá encaminhar um breve relato dos trabalhos realizados, com ilustrações em forma de print screen, indicando problemas e/ou observações pertinentes ao desenvolvimento da plataforma.

Após a aprovação de cada Produto, a Supervisão Técnica solicitará a emissão da nota fiscal. A nota fiscal deverá identificar o número do contrato, número e descrição (título) do produto. Os pagamentos serão feitos no prazo de até três semanas após o recebimento da nota fiscal.

Experiência e documentação

As empresas interessadas deverão apresentar a seguinte documentação:

  1. Proposta comercial indicando o aceite dos termos e condições deste Termo de Referência, o valor total do serviço e o nome da pessoa desenvolvedora responsável pelos trabalhos e entregas ao IPAM
  2. Portfolio da empresa em trabalhos semelhantes
  • Indicação da pessoa desenvolvedora responsável pelo Projeto dentro da empresa
  1. CV dos membros que irão compor a equipe, inclusive a pessoa desenvolvedora responsável pelo Projeto, indicando experiência com as tecnologias solicitadas:
    1. React + redux no frontend
    2. NodeJs + Express no backend
    3. Postgresql/Postgis com Sequelize no banco de dados
    4. Experiência com Heroku e uso de servidor da Amazon
  2. Mínimo de dois anos de experiência em desenvolvimento de plataformas semelhantes ao Proteja.org, comprovados por meio de certificados ou atestados emitidos por contratantes anteriores, identificados no portfólio e/ou CV (indicação de pessoa responsável em cada empresa citada e contato para checagem de referência será um fator favorável à proposta).

Supervisão

A supervisão técnica será realizada por Valderli Piontekowski e Sylvia Mitraud.

Critérios de seleção

A proposta que atingir o maior valor na soma dos critérios de classificação abaixo será selecionada como vencedora. A pontuação máxima é de 10 pontos; em caso de empate, a pontuação combinada dos itens 1 a 3 deverá ser usada como critério de desempate.

1. Experiência comprovada com desenvolvimento de plataformas Web 3 pts Por contrato assinado com outras instituições no mesmo objeto deste processo (comprovar com: cópia de contratos + declarações da empresa para a qual prestou o serviço) e produção de materiais similares, apresentado por meio de portfólio da empresa
2. Experiência comprovada com desenvolvimento de plataformas Web em temas socioambientais 1 pt
3. Experiência da pessoa responsável pelo desenvolvimento do projeto 2 pts Por CV d@ profissional e produção de materiais similares, apresentado por meio de portfólio da empresa e/ou portfólio pessoal.
4. Valor da proposta 4 pts  Proposta apresentada

 

Para se candidatar

Enviar proposta (Pessoa Jurídica), portfólio da empresa e CV da pessoa responsável técnica pelo desenvolvimento para o e-mail compras@ipam.org.br até o dia 03 de novembro de 2020, com o assunto: “TDR. 116.2020.80852 – Consultoria – Proteja.org 2.0”.

OBSERVAÇÃO: O layout da plataforma integra este Termo de Referência como Anexo 1.

Disposições gerais

  1. Não transferir, no todo ou em parte, o objeto deste contrato, sem prévia anuência, por escrito, do CONTRATANTE.
  2. Assumir integral responsabilidade por danos e prejuízos causados por culpa exclusiva da CONTRATADA ao CONTRATANTE ou a terceiros, na execução dos serviços contratados, inclusive acidente, morte, perda ou destruição parcial ou total, a pessoas, materiais ou coisas, isentando o CONTRATANTE de toda reclamação resultante de ato ou omissão de seus prepostos ou qualquer pessoa, física ou jurídica, empregada ou ajustada na execução de seus trabalhos.
  3. Executar o objeto deste CONTRATO observando os critérios de qualidade técnica, prazos e custos previstos nesse instrumento e no Processo Administrativo referido no preâmbulo, refazendo todos os serviços eivados de defeitos, erros, falhas e omissões, ou qualquer irregularidade constatada, resultante de trabalho mal executado, sem qualquer ônus para o CONTRATANTE.
  4. Ceder os direitos patrimoniais sobre o produto resultante da execução deste CONTRATO ao CONTRATANTE.
  5. A Contratada se compromete a utilizar qualquer informação, dados e/ou documentos obtidos da Contratante, ou proporcionados por ela, para fins do presente contrato, exclusivamente para as atividades aqui estipuladas.
  6. A Contratada se compromete a não transferir ou ceder parcial ou integralmente nenhuma informação ou base de dados providos pelo Contratante, sob possibilidade de responsabilização civil no poder judiciário.
  7. Refazer, todo ou em parte, os produtos da consultoria se por ventura não estejam os mesmos na conformidade do que estabelece este contrato e o Termo de Referência, correndo por sua conta as despesas advindas das modificações necessárias.
  8. Entregar no prazo o produto deste instrumento contratual.

 

http://ipam.org.br/bibliotecas/proteja-layout_compacto/

Se candidate

Anexar currículo (Somente PDF)