×

IPAM AmazôniaQuem somos - IPAM Amazônia

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas
IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Protocolo quioto, o que é protocolo de quioto, porque lugares como florestas tem mais chuvas?, credito de carbono, redd, mudanças climáticas globais, o que é efeito estufa, protocolo de kyoto

Protocolo de Quioto, Ipam, Efeito Estufa, Mercado de Carbono, Recuperação de áreas degradadas, Mudanças Climáticas, Crédito de Carbono, Mudanças Globais climáticas

IPAM Amazônia | Desenvolvimento sustentável da Amazônia pelo crescimento econômico, justiça social e proteção da integridade de seus ecossistemas.

Quem somos

Somos pessoas diversas no conhecimento, experiência de vida, origem, ideologia e formação. O que nos une é a causa, a ansiedade por fazer diferente e a convicção que há outras formas para o desenvolvimento amazônico.



Presidente do Conselho Deliberativo – Luiz Antônio Martinelli

Engenheiro Agrônomos, mestre em Energia Nuclear e Agricultura e doutor em Solo e Nutrição de Plantas pela ESALQ/USP. Zebu, como é conhecido usualmente, é pós-doutor pela School of Oceanography, Universidade de Washington. Atualmente é professor titular do Centro de Energia Nuclear na Agricultura na USP e membro da Academia Brasileira de Ciências. Também é professor visitante no Centro de Segurança Alimentar e Meio-ambiente da Stanford.

Vice-Presidente do Conselho Deliberativo – Steve Schwartzman

PhD em Antropologia pela Universidade de Chicago. Steve, é diretor sênior de Políticas para Florestas Tropicais no Environmental Defense Fund (EDF). No seu histórico, Steve foi parceiro próximo de Chico Mendes, onde foi elo internacional com o movimento dos seringueiros e trabalha até hoje na defesa da floresta e de seus habitantes.


Conselheira Honorária – Marina Silva

Ex-ministra do Ministério do Meio Ambiente, Marina é licenciada em História pela Universidade Federal do Acre e pós-graduada em Psicopedagogia. Foi vereadora, deputada estadual e senadora. Em 2010 e 2014, candidatou-se à Presidência da República e fundou a Rede Sustentabilidade. Em quase 30 anos de vida pública, recebeu muitos prêmios nacionais e internacionais por seu trabalho em defesa do meio ambiente e do desenvolvimento sustentável. Entre eles, o “2007 Champions of the Earth”, principal prêmio da ONU na área ambiental; a medalha Duque de Edimburgo, em reconhecimento à sua trajetória e luta em defesa da Amazônia brasileira.

Assembléia Geral


Diretor executivo

André Guimarães

Agrônomo formado pela Universidade de Brasília (UnB), foi vice-presidente de Desenvolvimento da Conservation International (CI) da divisão Américas, onde supervisionou a operação em dez países da América Latina. André também fundou e dirigiu a Brasil Florestas, empresa que focou na implantação de produtos florestais como serviços ambientais. Foi coordenador de Relações com o Setor Privado no Banco Mundial no programa Piloto das Florestas Tropicais e Diretor da A2R Fundos Ambientais. André também dirigiu entidades do terceiro setor, como o Instituto BioAtlântica (IBio) e IMAZON.

Diretoria Adjunta

Coordenação Técnica

Equipe Técnica